Como estimular o interesse pela matemática

Fazer com que os filhos tenham interesse em estudar matemática é o sonho de muitos pais. Afinal, essa disciplina é totalmente necessária para diversas áreas da vida de um indivíduo. No entanto, não são todas as pessoas que têm facilidade com o assunto, e essa matéria acaba se tornando um terror para o estudante.

Apesar disso, é possível utilizar alguns métodos para, além de desenvolver o interesse pela área, ajudar a criança a entender o conteúdo de uma maneira mais prática. Desse modo, você pode usar essas estratégias para que o seu filho melhore o seu desempenho na matéria.

Por isso, neste post, reunimos técnicas úteis para o aprendizado dessa disciplina. A seguir, confira algumas dicas para ajudar o seu filho a estudar matemática com vontade!

Utilize exemplos do cotidiano para facilitar o entendimento

Uma das maiores dificuldades que os estudantes encontram na matemática não é nem a resolução de operações. Multiplicação e divisão não são tão difíceis, por exemplo, quanto a associação do conteúdo com o dia a dia. Ainda que a maioria dos problemas matemáticos envolva uma solução para algo cotidiano, não é o que vemos no ensino.

Por isso, dar exemplos práticos de coisas que acontecem diariamente e que podem ser entendidas ou simplificadas com as teorias matemáticas é extremamente importante. para deixar o tema mais simples e fazer com que a criança compreenda tudo mais rapidamente. Além disso, é uma maneira de mostrar que a matéria não é um bicho de sete cabeças e que pode ser muito divertida, depois de ser aprendida.

Identifique as dificuldades da criança para estudar matemática

A matemática é uma disciplina cujos conteúdos estão relacionados. Isto é, para entender o Teorema de Pitágoras, por exemplo, é preciso primeiro aprender potenciação e radiciação (ou seja, elevar um número à segunda potência e aplicar a raiz quadrada).

Assim, se a criança tem dificuldade em fazer contas de multiplicação, ela claramente vai entrar em desespero ao se deparar com um conteúdo desse tipo. Por isso, é importante identificar quais são os principais tópicos que travam o aluno para, assim, resolvê-los antes de dar continuidade no assunto.

Caso ache necessário, contratar um professor particular ou um curso complementar para ajudar a criança nos assuntos em que ela está atrasada é uma maneira de solucionar esse problema o mais rápido possível, a fim de que ela consiga acompanhar o conteúdo que está sendo ensinado na sala de aula.

Use métodos que estejam de acordo com o perfil do aluno

Pense em algo que o seu filho goste muito, como desenhos ou filmes animados, jogos, esporte, arte, entre outros. Depois disso, tente fazer uma associação da matemática com o que a criança gosta. Assim, você consegue atrair a sua atenção e começar o processo.

Além disso, utilize métodos que funcionem com o pequeno. Por exemplo, se o estudante precisa ver um exemplo para começar a imitar, primeiro mostre como se faz e depois deixe ele tentar sozinho. Caso precise de ilustrações, utilize desenhos que facilitem a compreensão da matéria, além de várias outras técnicas que podem estimular o aprendizado.

Aposte na tecnologia para ajudar no aprendizado

A tecnologia também pode ser uma grande aliada nessa tarefa. Para se dar bem em matemática, é preciso ter raciocínio lógico, assim como na programação. Então, por que não ensinar a criança a programar para que ela possa desenvolver essa capacidade cognitiva?

Se ela tiver interesse nesse assunto, é ainda mais fácil. Afinal, a matemática não passa de uma linguagem, assim como a lógica da programação. Além do mais, os aplicativos e videoaulas podem ajudar nesse aspecto. Por isso, não se incomode caso o seu filho passe muito tempo no computador e celular. É mais fácil orientar o uso para algo saudável do que proibir 100%, inclusive com os exemplos mostrados aqui.

Estimular o interesse em estudar matemática nas crianças não é uma tarefa muito difícil. Tudo o que você precisa é de paciência diante das dificuldades do seu filho, pois o conhecimento depende diretamente da forma de aprendizagem e disposição.

Fonte: ctrlplay.com.br

Compartilhe com seus amigos!